Santos Demite Lemis Culpir Após derrota Para o São Paulo no Clássico

Veja a nota do Santos:
“O técnico Levir Culpi não é mais o treinador do Santos FC. Logo após a partida contra o São Paulo, na noite deste sábado (28), válida pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, o ex-comandante foi desligado do comando do Peixe pelo presidente Modesto Roma Júnior. Além do técnico, o auxiliar Luiz Matter e o preparador físico Rodolfo Mehl também foram demitidos. Elano assume o time até o término do Campeonato Brasileiro.
O Alvinegro Praiano agradece o trabalho de Levir Culpi nestes quatro meses no clube e deseja boa sorte ao treinador que comandou o Peixe no Campeonato Brasileiro, Libertadores e Copa do Brasil.
A equipe santista volta aos treinamentos nesta segunda-feira (30) ainda sem horário definido.”

 

Levir Culpi não é mais o técnico do Santos. O técnico não resistiu à derrota por 2 a 1 para o São Paulo, neste sábado, no Pacaembu, e foi demitido pelo presidente Modesto Roma Júnior. Além do técnico, o auxiliar Luiz Matter e o preparador físico Rodolfo Mehl também foram desligados. Elano assume o comando da equipe pelo menos até o fim do Brasileirão.

Logo após a derrota no San-São, Levir concedeu entrevista coletiva e não falou sobre ameaça de demissão, mas ao responder a críticas sobre a quantidade de folgas durante a semana (em cinco dias, foram duas), foi direto:

– Jogador precisa de repouso também. Se não quiserem, coloquem uma comissão técnica que treina três vezes por dia.

O técnico havia programado folgas para domingo e segunda. O time se reapresentaria na terça (o próximo jogo é sábado, contra o Atlético-MG, na Vila Belmiro). Agora, o elenco volta aos trabalhos na segunda. Em entrevista ao programa Troca de Passes, do SporTV, Modesto confirmou a mudança na comissão técnica.

– Nós conversamos com o Levir agora à noite e achamos que devemos encerrar esse ciclo. Sentimos que havia a necessidade de uma mudança. Não havia um desempenho satisfatório com o grupo nessa reta final, nesses últimos jogos. Elano assume até o final do ano – afirmou.

Levir chegou ao Santos no dia 6 de julho. Foram 31 jogos, 14 vitórias, 12 empates e cinco derrotas. Aproveitamento de 58%. O contrato do treinador terminaria em dezembro. Os salários seguirão sendo pagos até o fim do ano.

Levir chegou ao Santos no dia 6 de julho. Foram 31 jogos, 14 vitórias, 12 empates e cinco derrotas. Aproveitamento de 58%. O contrato do treinador terminaria em dezembro. Os salários seguirão sendo pagos até o fim do ano.
Melhores momentos de São Paulo 2 x 1 Santos pela 31ª rodada do Brasileirão 2017
Na última sexta-feira, a demissão do treinador já havia sido colocada em pauta em reunião entre os dirigentes. Depois de conversas também com o elenco, decidiu-se pela continuidade do trabalho.

Os protestos mais recentes da torcida, que pichou os muros da Vila e estendeu faixas em Santos, vinham sendo mais direcionados a jogadores como Zeca (que entrou na Justiça contra o clube) e Lucas Lima e ao presidente Modesto Roma Júnior. Mas a insatisfação com Levir vem desde a eliminação na Libertadores, para o Barcelona de Guayaquil, em casa.
Modesto, por sinal, já vinha colocando em xeque a permanência de Levir. Neste sábado, na entrevista ao SporTV, ele disse que a situação se tornou insustentável.
– Não é uma situação agradável. Sou contra a mudança de técnico, que tem de ser pensada como uma alternativa extrema. Chegou o momento de mudar o Levir.

Notícias de:

Santos demite Levir Culpi após derrota para o São Paulo no clássico. (2017, October 28). Retrieved from https://globoesporte.globo.com/sp/santos-e-regiao/futebol/times/santos/noticia/santos-demite-levir-apos-derrota-no-classico.ghtml

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *