Cruzeiro estreia na Libertadores com derrota para o Racing

O Cruzeiro estreou com derrota na Copa Libertadores de 2018. Nesta terça-feira, no El Cilindro, em Avellaneda, o time de Mano Menezes perdeu por 4 a 2 para o Racing. Lautaro Martínez, grande revelação da equipe argentina, anotou 3 gols e comandou o triunfo da La Academia, que completou o placar com Augusto Solari. De Arrascaeta, de cabeça, e Robinho, de falta, fizeram os gols do time brasileiro.

Com o resultado, o Racing soma 3 pontos e lidera o Grupo 5 da competição. Vasco da Gama e Universidad de Chile estreiam na fase de grupos apenas no dia 13 de março, quando se enfrentam em São Januário, no Rio de Janeiro, às 21h30 (de Brasília). Derrotado, o Cruzeiro fica na última colocação, com -2 de saldo.

Pela segunda rodada da fase de grupos da Copa Libertadores, o Cruzeiro recebe o Vasco da Gama no dia 4 de abril, às 21h45 (de Brasília), no Mineirão. Já o Racing volta a campo um dia antes, na terça-feira do dia 3 de abril, às 21h30 (de Brasília), contra o Universidad de Chile, em Santiago.

O JOGO:

O Cruzeiro teve uma má notícia logo no começo da partida. Fred sentiu dores na panturrilha direita e precisou ser substituído. Mano Menezes chamou, e Rafael Sóbis foi para o jogo. E as coisas ficaram piores ainda aos 13 minutos. Após cruzamento de Neri Cardozo, Lautaro Martínez foi mais esperto que a zaga mineira e, livre, abriu o placar para o Racing.

Aos 22 minutos, Ricardo Centurión (ele mesmo, ex-São Paulo e Boca Juniors) tirou onda e aplicou uma caneta em Manoel. Mas jogada bonita não faz gol. Aos 29, Egídio recebeu de Robinho pela esquerda e cruzou na cabeça de De Arrascaeta, que empatou tudo no El Cilindro.

Dois minutos depois, a virada quase veio. O Cruzeiro teve três chances seguidas: duas com Sóbis, que parou em Musso em ambas, e a outra novamente com De Arrascaeta, que acertou a trave.

No fim do primeiro tempo, o banho de água fria para a torcida mineira. A zaga do Cruzeiro bateu cabeça após tentativa de jogada ensaiada do Racing, e a bola sobrou para Lautaro Martínez, que fez o segundo gol dele na partida, colocando o 2 a 1 no placar.

A equipe de Mano Menezes foi para cima do clube argentino na etapa final e deu um susto logo aos 8 minutos. Após cruzamento de Sóbis, Rafinha, completamente sozinho, chutou no travessão, perdendo chance muito clara de empatar o confronto.

E, como diz o famoso ditado, quem não faz, toma. Com 17 de jogo, Lautaro apareceu de novo. E agora para completar o hat-trick. Após escanteio, a revelação do Racing cabeceou e fez o terceiro gol dele, para delírio dos argentinos no El Cilindro.

Perdendo, o Cruzeiro voltou a sonhar com um resultado positivo aos 24 minutos, quando Robinho anotou um golaço de falta, diminuindo o placar negativo para 3 a 2. No entanto, a vitória do Racing foi confirmada pouco depois. Solari, que tinha acabado de entrar em campo, recebeu uma bola de Centurión pela direita e bateu cruzado para anotar o quarto gol argentino contra a equipe brasileira: 4 a 2 e 3 pontos na conta do time de Eduardo Coudet.

 

Lea mais: https://www.elespectador.com/deportes/futbol-internacional/el-espanyol-vencio-al-real-madrid-al-ultimo-minuto-articulo-741561

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *